Atualidade

"Voltámos a fazer uma atualização de acordo com a evolução científica"

22 maio 2021 |

Organizada pelo Serviço de Gastrenterologia do Hospital da Senhora da Oliveira, em Guimarães, a 6.ª edição do Capsule Endoscopy Training Program decorreu de 12 a 14 de maio, na Escola de Medicina da Universidade do Minho. A My Gastrenterologia conversou com o Prof. Doutor José Cotter, diretor do Serviço e do curso, que fez um resumo dos principais temas abordados. Veja o vídeo.

“Temos feito uma atualização ao longo das diferentes edições de acordo com a evolução científica no âmbito deste tema e, portanto, este ano não fugiu à regra”, revela o responsável.

Além de fazer um state of the art de todos os aspetos relacionados com cápsula endoscópica, o especialista adianta que o curso concedeu “um grande protagonismo à nova cápsula de Crohn, que tem a possibilidade de, num só exame, visualizar o intestino delgado e a totalidade do intestino grosso”. O gastrenterologista explica que a nova técnica permite não só “um acréscimo no estadiamento da doença de Crohn, mas também um esclarecimento muito eficaz em doentes com suspeita” da patologia.

Também pela primeira vez, o programa científico debruçou-se sobre a inteligência artificial (IA) enquanto mecanismo que “está a ganhar cada vez mais força na Medicina contemporânea”. Neste campo da IA, “prevê-se, a curto prazo, uma pletora muito grande de ferramentas aplicadas à cápsula endoscópica, que vão tornar ainda mais importante este método de diagnóstico”, assinala o Prof. Doutor José Cotter.

A par das novidades, tópicos como a importância da cápsula endoscópica “na hemorragia digestiva, na doença celíaca, em situações de tumores do intestino delgado, e também como meio de diagnóstico importante, se bem que secundário à colonoscopia, no rastreio do cancro do cólon e na deteção das lesões pré-malignas do cólon” continuam a estar na ordem do dia, assegura o especialista.

Relacionados

"Este curso é já uma referência da agenda formativa em Gastrenterologia"

“É uma grande satisfação podermos continuar a realizar o nosso curso anual em moldes presenciais, numa altura em que ainda estamos limitados em muito daquilo que podíamos realizar”. A afirmação é do Dr. Bruno Rosa, coordenador da 6.ª edição do Capsule Endoscopy Training Program, que decorreu entre os dias 12 e 14 de maio, na Escola de Medicina da Universidade do Minho. Veja a entrevista completa.

"É um curso excelente tanto pela organização como pelos temas abordados"

“Espero poder utilizar o que aprendi no curso quando voltar para Angola, visto que é uma ferramenta para o futuro”. As palavras são da Dr.ª Carla de Oliveira, interna em Gastrenterologia, que, em entrevista à My Gastrenterologia, mencionou os aspetos positivos do curso Capsule Endoscopy Training Program. Veja o vídeo completo.

"O curso conta com formadores que são de ponta nesta área"

No âmbito da 6.ª edição do Capsule Endoscopy Training Program, organizada, de 12 a 14 de maio, pelo Serviço de Gastrenterologia do Hospital da Senhora da Oliveira, Guimarães, na Escola de Medicina da Universidade do Minho, a My Gastrenterologia conversou com um dos participantes, Dr. Manuel Correia. O especialista do Hospital de São Sebastião, de Santa Maria da Feira, destaca desde logo que foi um curso “muito bem montado”.